domingo, 27 de setembro de 2009

Dia de Shiva (2)

Filas...O nome mesmo já é meio parecido com a xingamento, Filas da P***. Criadas para organizar, observadas pelo homem primitivo, as formigas que começaram com toda essa palhaçada. Garanto que essas formigas nunca tiveram que pegar fila de banco.

Digo banco no modo geral, pois fila tem pra tudo, até pra parir.

Dia desses minha mãe volta da rua bufando, reclamando que ficou na fila do banco mais de 2 horas e quando chegou pra resolver o problema disseram que a pessoa que poderia ajudar já tinho ido embora... fóky! Máquemerdaéessa??

Claro, se a bosta da fila não tivesse enrolado tudo ela teria sido atendida.

Outro caso, mas comigo, o rei do mico em público. Rock in Rio... Depois de passar mal, tomar sapatada, ser banhado por líquidos desconhecidos, inalar drogas passivamente, ser sarrado, empurrado, esmagado, alvejado por garrafas vazias, perdido a mochila (e recuperado logo em seguida) e ver o único sanduiche que sobrou ser atingido por uma CAMISINHA sei lá de onde... Eu saí da muvucada e fui comer algo, vi o quiosque do McDonald`s, tudo ficou silencioso enquanto eu caminhava naquela estrada de tijolos amarelos, pássaros cantavam, badaladas eram ouvidas ao longe, anjos sobrevoavam a estrutura; enfim... Babei de fome. E nos anúncios que haviam sido espalhados tinha um que era a foto do Big Mac. Sim, Big MATA A FOME Mac. Assim que cheguei... Fila...Das grandes. Encarei numa boa com meu xará do lado. Depois de passar 40 minutos numa fila maldita eu, finalmente, alcancei a bancada.
"-Me dá um Big Mac - disse."
"risadinha sacana do atendente -Big Mac? - mais uma risadinha"
O sangue ferveu... ferveu forte. Já sentia meus olhos gotejando ódio.
Já alterado pelo estado de semi fúria, apontei pra porra do cartaz com um Big Mac GIGANTESCO, pedindo pra ser devorado por mim, e perguntei pra que a merda do anúncio? E ele deu outa risadinha escrota... Tá, meu contador de fúria já tava chegando no limite, mas decidi pedir outra coisa porque eu tava morrendo de fome. Pedi uma lasanha.
"-Lasanha é no quiosque do lado."




Ahhhhh meus queridos...Ahhhhh meus queridos... Volto a reafirmar que eu sou contra civil armado, porque naquele exato momento, o atendente ia levar um tiro...

Já babando puro ódio, dei um tapa no balcão e apontei pro cardápio escrito LASANHA. E o pútrido, com a risadinha na cara de novo, disse que tinha acabado. MAS ELE NEM FOI VERRRRRRR!!!!! Como assim acabou?!?! E apontou novamente pro quiosque do lado.
Em fração de segundos eu subi com meia perna no balcão e a quase agarrei a blusa dele, mas foi por muito, muito pouco...eu senti a gola dele sarrando em meus dedos. A risadinha parou. Parou e ele se afastou daquele louco que quase o agarrou. Deus quis que eu não pegasse aquele infeliz. E meu xará me tirou de cima do balcão. De acordo com ele eu já estava de joelhos pronto para o bote da cobra. Ai ai ai mu papaizinho Shiva, quase que eu mando um pra conhecer o Outro Mundo e não o Novo Mundo.
É por essa experiência pessoal que me pergunto: E se eu fosse um super heroi?? Tipo Super Man... Teria feito lasanha daquele atendente com meus raios opticos... Se eu fosse o Flash, mil tapas na cara em alguns segundos... Ou um deus? Tipo Zeus. Já teria fritado aquele cara.

Não falo só de mim, mas por todo mundo que passa por fila, espera horas, chega no balcão e não resolve, descobre que é o balcão errado, dorme de tanto esperar e na hora que chamam a senha ela perde a vez, tem que encarar atendente mala que gosta de dificultar as coisas, descobre que tinha que autenticar 2 mil documentos em 4 mil vias antes de ter entrado na fila, que acabou bem na sua vez, que não tem troco, que a máquina parou de funcionar, que o expediente encerrou, que é só pra idosos, que só aceita dinheiro, etc.

Pra que??? Por que??? Ninguém sabe, mas esse treco que o homem adaptou observando as formigas não dá muito certo hoje em dia.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

15 minutos com meu irmão

Bem, a gente sempre acha que nunca acontece com a gente; mas aconteceu com meu irmao. Marcelo Adnet abre o programa zuando meu irmão.
video

sábado, 12 de setembro de 2009

Vans. Ter ou não ter?

Ontem estava em casa almoçando e vendo TV (coisa rara), quando eu vi a notícia sobre a licitação que ocorreu para a regulamentação do trasnporte alternativo. Parei e pensei alguns segundos antes de mudar pra MTV e ver algo mais "lavagem cerebral"...


Pelo que parece, deu uma merda graaaaaande todo esse lance de legalizar as vans, não que os topiqueiros não tenham conseguido, eles conseguiram sim; mas parece que a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro deu uma rasteira, ou melhor, um fatality nos caras. Explicando rapidamente, parece que os topiqueiros legalizados que vem da Baixada Fluminense e afins, pagaram o registro e talz, mas na hora de acordar o ponto final das Vans, deram pros caras um Abacaxi Gigante. O ponto final das vans ficou em Leopoldina, bem longe da estação Central no Rio de Janeiro, ou seja, as pessoas pagavam R$ 5 pra ir até os trabalho (maioria no Centro do RJ) e chegando lá tinham que pegar mais um busão pra completar a viagem, fora as outras pessoas que precisam pegar busão pra chegar na Central e de lá pegar MAIS um pra chegar no trabalho.

Zumbis... E mais zumbis



Cérebros?? Comê-los?? Nemmm ferrando... Isso, claro, porque eu ainda não me transformei em um. Aliás, na época em que eu jogava viciadamente World of Warcraft eu era praticamente um zumbi, mas não me arriscaria comer um cérebro aqui no Rio de Janeiro, além de poder ser vítima de uma bala perdida ainda tem o fato da inteligência não ser um dos fortes das pessoas em geral. Mas cortando o papo sobre "almoço" zumbi, quem nunca passou pela péssima situação de se andar entre eles??? Hein???

"-Ah, mas esse blogueiro tá louco mesmo..."

Não, não meu chapinha. Todos os dias encaramos hordas e hordas de zumbis, dignas de George A. Romero. Sim, meu caro, vou exemplificar pra você.















Isso é só um exemplo, dos zumbis tentando agarrar a pobre moça de roupa branca na porta do ônibus. Sem falar nos que não pegam ônibus, tem aqueles que anda pelas ruas... na mínima velocidade possível, que quando você desvia outro entra logo em seguida. Madureira, Méier, Centro, Bangu, Av. Paulista, 24 de maio, passeata, Camelódromos, Comício de político... todos são lugares de proliferação e atividade zumbi.
O pior de tudo é que quando você tem pressa, aí triplica o problema... Os zumbis que saem de carro resolvem engarrafar tudo pelo caminho, o guardinha de trânsito (que também é zumbi) piora tudo e quanto mais você corre, mais longe de seu destino você fica.
Eu lembro de um caso com meu irmão e eu, passando em Madureira. Meu irmão, cadeirante, e eu estávamos indo ao médico e as pessoas simplesmente não davam preferência a ele, e andavam mais devagar ainda. ¬¬ Mas que p****. Felizmente saímos ilesos da aglomeração zumbi sem nenhum ferimento grave.
Literalmente, me sinto em Raccon City. E digo mais, a vontade de sair atirando pra todo lado também faz parte. hahahahahaha
Então, caro zumbi, sim você é outro que fica perdendo tempo lendo blog ao invés de produzir na sua empresa; cuidado ao andar nas ruas atravancando o caminho de seres normais. E nem vá sair por aí devorando qualquer cérebro, vai que você pega uma gripe?


Nota: Nenhum zumbi foi machucado na criação deste post.
Nota 2: A moça do ônibus se encontra em segurança nas acomodações da Empresa Guarda-Chuva .

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Mais estrelas Cadentes

Eu sei que vai parecer repetido, masss... não aguentei, tive que postar outra série de estrelas cadentes. Espero que gostem.


10 Celebridades pegas usando "dorgas"

É cumpadi, os cara tão tudo "doidão", tudo "fumadão"... Geral vendo estrelas, unicórnios, cogumelos e gnomos. E o mais legal, rindo como se estivessem mascando o chicletinho de cada dia...

São as "Dorgasssss"!!!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Mas nemmmmm que eu caia des... ops!

É malucada, nem o nosso amigo Steven Tyler escapou dessa. Depois de ser confundida com uma Tia Velha comprando trecos numa loja de conveniência foi a vez da nossa (ini)amiga gravidade , que sempre aparece nas horas mais desagradáveis. Depois de passinhos mais do que ridículos, Steven Victor Tallarico; o Sergei enlatado, aproveitou pra conhecer de perto a platéia. Fazendo uma escala nas: Costelas nas grades e passando demoradamente pela estação Cara no Chão. Eu admito que eu respeito muito esse cara, faz umas músicas muito boas e talz, mas eu ri à vontz aqui. Me lembrei até da Madonna, coitada, foi mandar um Triple Bye Bye Birdie, no melhor estilo Michael Kyle e foi pro chão. Com direito a mandar um golpe mais do que secreto, a Buzanfa Voadora.


Com esses tombos podemos tomar como um evento único que só nos é possível acompanhar devido a grandes pesquisas e técnicas envolvendo o mistério das Estrelas Cadentes. huahuahuahuahua

Quanto ao nosso querido Tallarico, coitado. Foi exibir em primeira mão a virada do Michael Jackson e viu o chão. Isso aí é o que dá usar *dorgas*. Steven Tyler não se machucou nem antes, nem durante, nem depois da queda; médicos explicaram que o coquetel de cocaína, heroína, taurina, crack e cueca de velha; anestesiaram a queda. Que isso fique de exemplos pros velhinhos que gostam de ficar aprontando nos palcos da vida hein?? Se for rodopiar, aperte o cinto de segurança e aproveite a viagem.

Com vocês o vídeo do Tallarico, fazendo mais uma propaganda dos famosos carpetes: Stabacow

Indicações de jogos

Olá meu povo. Sabe quando a gente tá no PC, com vários jogos super sinistros instalados? Jogos que fariam qualquer cristão chorar de emoção? Que fariam a adrenalina subir? E você NÃO quer jogar nenhum deles?? hehehe

Então você clica no seu browser e vai jogar Flash. Que coisa né? Mas tudo bem, é normal. Às vezes você quer algo calminho, sem ter que pensar muito... coisa bem fácil. Claro que de vez em quando, você se depara com um joguinho viciante e não consegue fechar a janela do browser nunca. E ainda por cima, o jogo precisa de um raciocínio lógico alto pra ser jogado. Tendo isso em vista, meu irmão achou um joguinho nesse estilo, MUITÍSSIMO bem trabalhado, inteligente, divertido, colorido e VICIANTE. Tá, ele é até difícil de vez em quando, mas a temática é ótima.

O nome do maldito é Crazy Machines 2. Tem o demo no site. O completo você, ou compra $, ou baixa ilegalmente num desses sites com torresmos (torrents), a média são 980 mb.
Mas enfim, o jogo é feito naquelas idéias loucas estilo armadilhas do Tom e Jerry, onde a espingarda atira no alvo, que libera um peso, que cai na balança, que liga o ventilador, que empurra o barco, que pressiona o botão, que enche um balão de ar, que ergue uma bola de boliche... etc etc etc. Você precisa solucionar os puzzles pra avançar, com a ajuda de um mini Albert Einstein ao seu lado. Tem até uma opção de ter seu próprio Laboratório com as coisas mais malucas e divertidas que existem. O jogo é muito bom mesmo. Recomendo pra quem quer passar o tempo, pensando de verdade ao invés de ficar dando tiro na cabeça de Zumbis (EU EU EU).

Site Crazy Machines 2

Link com o Gameplay no Youtube



Em busca do Layout perfeito

Olá meus queridos fantasmas que visitam meu blog.

Como todos podem perceber (aliás, ninguém percebe nada, pois isso aqui tá mais abandonado que puta velha), o visual do Blog não é lá essas coisas. Và bene que eu curto um fogaréu, uma caveira, uma cor preta e talz, mas não é ainda a essência que eu quero. Ainda vou fazer minha noiva editar um layout estilizado pra mim, hehe.

Até lá eu juro que mudo o layout pra atrair o povo pra cá. Dicas são muiiiito bem vindas, mas não spamem muito.


Keep Rock'n